Dia estranho no trânsito de Curitiba

Fabio Riesemberg

Ontem foi um dia muito atípico no trânsito, em Curitiba. Primeiro por que eu, infelizmente, tive que pegar o carro, depois de trinta dias sem precisar dele para ir ao trabalho, por conta da chuva. Mas levei sorte. Parecia que havia muito menos automóveis do que nos dias normais. Os motoristas, estranhamente, agiram sem precipitações e sobressaltos no período das 18  às 19 horas. Não ouvi pneus cantando nem buzinas, nem motores acelerando sem necessidade. Havia um silêncio fora do normal. Todo mundo seguindo o fluxo com paciência. Eu, como sou habituado a fazer cortesias no tráfego, me senti ainda mais estimulado a fazê-las. Não consigo compreender, mas muito me agrada: uma segunda-feira chuvosa e, pasme, tranquila, no meu trajeto motorizado até em casa. Quem dera fosse assim todos os dias. Digo mais: quem dera mais pessoas aderissem à bicicleta, como eu faço.

Mas, voltando ao dia estranho no trânsito de Curitiba, alguém já viu isso acontecer antes?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s