Horror de Richa é que fica


Moradores e comerciantes da Rua Mauá, no Alto da Glória, em Curitiba, não tiveram outra opção senão fazer com que a prefeitura passasse ridículo.  No trecho entre a Nicolau Maeder e a João Gualberto, um monte de entulho foi deixado na calçada, após um reparo no pavimento. Os entulhos permaneceram ali por meses, provavelmente porque o serviço de reclamações, 156,  é surdo ou não atende. Uma vergonhosa conduta para uma cidade que se diz sustentável e que preza a mobilidade urbana.

Aliás, mobilidade não é o forte do governador eleito, Beto Richa, apelidado de “Beto Binário”, por ter se empenhado tanto em acomodar melhor os automóveis em uma cidade que tem um carro para cada 1,7 habitante. Parece que, para a PMC, um entulho a mais ou a menos no caminho dos pedestres não faz diferença alguma.  Agora que Richa é governador, será que precisamos ter medo de que ele mande pavimentar todo o território do estado e de que espalhe o entulho pelos nossos caminhos?

Uma resposta para “Horror de Richa é que fica

  1. é…
    o 156 é surdo e não atende, mas na época das eleições recebi 3 ligações pedindo voto pra este “político moderno”. Dinheiro pra campanha não falta, agora, pra atender o básico do básico para a população não tem. Esta é nossa Curitiba.
    É pra deixar qualquer um ESQUENTADINHO!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s