4 meses, 4 acidentes graves, mesmo lugar

Carro foi parar em cima da calçada e ciclovia, como em quase todos os outros acidentes do cruzamento.

Não existe autoridade pública na Av. Iguaçu, altura da R. Alferes Ângelo Sampaio. Há descaso. Esta manhã mais um acidente tenebroso aconteceu naquele cruzamento. O perfil dos envolvidos é quase sempre o mesmo: motorista bêbado. Eles descem a Ângelo Sampaio em direção à Arena da Baixada, furam o semáforo e causam altos danos à comunidade. Dessa vez foram dois rapazes num Fox branco (foto acima), aparentemente mamados, que bateram em um ônibus Ligeirinho. É quase sempre na mesma esquina, onde os veículos acabam avançando sobre a calçada e a ciclovia, pondo em risco a vida de quem respeita a sinalização e leis de trânsito. Ou as autoridades instalam mais sinalização, lombada eletrônica e radares nesse cruzamento ou os acidentes vão continuar. É estatístico. É fato. É certo. Na foto abaixo, outro acidente que aconteceu na Av. Iguaçu. Dessa vez entre a Ângelo e a Bento Viana, quando a senhora que guiava o Honda levou uma fechada (foto abaixo).

No meio da tarde conseguiu-se essa proeza. Sinal de quão violento é o trânsito nessa avenida.

Voltando um pouco mais no tempo, em 18 de junho, um acidente envolveu três carros no mesmo cruzamento. Também foi pela manhã e, ao que tudo indica, tinha gente mamada na história. Invadiram a calçada e ciclovia outra vez. Como no acidente de hoje, este envolveu um  profissional do trânsito. O taxista teria gritado: “olha o que você fez no meu carro!” O coitado ficou sem a ferramenta de trabalho.

O carro que ia pela Ângelo Sampaio e furou o sinal, chegou a voar a meio metro do solo no acidente.

Cerca de uma semana antes do acidente com os três carros, uma pick-up que também descia a Ângelo Sampaio arrancou um robusto poste. Seria menos um estúpido guiando por aí, mas parece que o motorista não morreu.  Então, atenção frequentadores da redondeza, muito cuidado ao andar por ali. Esse cruzamento é muito perigoso e as autoridades nada fazem a respeito. São quatro meses e quatro acidentes graves no mesmo local.

Uma resposta para “4 meses, 4 acidentes graves, mesmo lugar

  1. Uma verdadeira GUERRA, uma CHACINA o que acontece TODOS OS DIAS no Brasil. E as coisas ficam por isso mesmo, as pessoas colidem os veículos, destroem propriedades, causam FERIMENTOS GRAVES e CEIFAM VIDAS. TODOS OS DIAS, a mesma história, as mesmas notícias nos jornais e só aumenta o número de paraplégicos e cadáveres. Isto não é uma guerra, mas parece. Talvez na revolução da Líbia tenham morrido menos pessoas do que nos últimos 6 meses no trânsito só no Paraná. E chamam a isso de ACIDENTES. Eu chamo a isso de INCIDENTES, pois na maioria dos casos ALGUÉM COMETEU UM ERRO GRAVE e provocou o incidente. Alguém não respeitou as Leis do Trânsito, tem descaso com a sua vida e a do outro, não respeita as outras pessoas, ESTAVA DIRIGINDO BÊBADO, ou simplesmente é um IDIOTA que acha que a cidade e as estradas são só para ele. Ninguém faz nada para mudar este quadro lamentável, as iniciativas que existem são muito questionáveis, fracas e falhas. Não se pode por exemplo, redigir uma lei anti bêbados no trânsito, e o sujeito poder se negar a fazer teste do bafômetro. A partir do momento em que este imbecil ferrou com a vida de alguém, ele tem que ser obrigado a assumir a merda que fez. São prejuízos em vidas, materiais e dinheiro, sem contar o desespero, a tristeza e a magoa das pessoas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s